Dignidades e debilidades planetárias

Dignidades e Debilidades Planetarias
“Tenho Saturno em Libra, isso é bom ou ruim?”

Recebemos perguntas como essa com bastante frequência e é sempre muito difícil respondê-las,  já que na Astrologia o bom e o ruim dependem de uma série de fatores. Quando dizemos que um planeta está debilitado, por exemplo, alguns leitores se assustam com o termo e acabam confundindo a dificuldade de expressão de um planeta com as possibilidades de sucesso e fracasso em sua própria vida de forma geral. Por esta razão, decidimos falar sobre as dignidades planetárias segundo Ptolomeu, que nos ajudam a entender a expressão e a força de um planeta com base em critérios bem definidos e técnicos.

Sobre as dignidades essenciais e dignidades acidentais:
Segundo o site “Constelar” são dignidades essenciais aquelas que levam em conta apenas os fatores celestes, como o signo, a parte de um signo ou o grau ocupado por um planeta, por exemplo. Em contrapartida, as dignidades acidentais ocorrem a partir de fatores como aspectos com outros planetas e estrelas fixas, ângulos do mapa e etc.

Para não confundir quem está começando a ler sobre o assunto, falaremos hoje apenas sobre as dignidades e debilidades essenciais e futuramente abordaremos as acidentais.

São dignidades essenciais: domicílio, exaltação, triplicidade, termo e face.

As dignidades acima estão colocadas conforme sua força, portanto, podemos considerar o domicílio como a maior – portanto mais forte – dignidade essencial de um planeta e a face como a menor –  portanto mais fraca –  dignidade essencial de um planeta. São essas dignidades que determinam se um planeta é “bom” em um mapa, como vocês sempre nos perguntam. Uma casa regida por um planeta digno, expressa seus assuntos com mais fluidez. Em contrapartida, uma casa regida por um planeta débil, expressa seus assuntos com mais dificuldade. Todos nós temos dignidades e debilidades em nossos mapas, da mesma maneira que temos dificuldades e facilidades em nossas vidas, então, entendo que não há razão para assustar-se com o termo debilidade/dificuldades, uma vez que essas são coisas naturais da vida.

Dito isso, vamos esclarecer o que é cada coisa:

Domicílio: quando um planeta está em seu signo de regência, dizemos que esta domiciliado e portanto, fortemente dignificado. Marte em Áries está domiciliado,  já que Áries é um signo regido por Marte e portanto, compatível com as características do planeta.
É importante destacar que cada planeta, exceto lumiares (Sol e Lua) rege 2 signos, um por expressão diurna e o outro, por expressão noturna, por exemplo: Saturno é o domicílio noturno de Capricórnio e o domicílio diurno de Aquário

Exaltação: aqui o planeta não está “em casa”, mas é muitíssimo bem recebido pelo anfitrião, compreendendo suas características. Saturno, por exemplo, está domiciliado em Capricórnio e Aquário, mas em Libra encontra sua exaltação. Isso quer dizer que, embora as características de Libra não sejam iguais as de Saturno, este signo compreende o seu significado e o expressa bem à sua maneira. Na tabela de dignidades e debilidades que colocaremos ao final dessa postagem, vocês poderão visualizar que em que signo cada planeta encontra sua exaltação e poderão observar também em qual grau específico os planetas encontram sua exaltação máxima. A Lua em Touro, por exemplo, encontra-se exaltada em qualquer grau, mas no grau 3, especificamente, ganhará mais força.

Triplicidade: compõem a mesma triplicidade os signos que estão no mesmo elemento e portanto, possuem afinidade. A triplicidade não é uma dignidade tão poderosa quanto domicílio e exaltação, mas não deixa de indicar uma pequena compreensão dos assuntos propostos pelo planeta. Na triplicidade, os regentes mudam de acordo com  a natureza da carta – se é diurna (sol acima do horizonte), teremos um resultado, se é noturna (sol abaixo do horizonte), teremos outro. Exemplo: a triplicidade diurna de Virgem é Vênus e a triplicidade noturna de Virgem é a Lua.

Termos: é uma dignidade ainda mais fraca que as três primeiras e quase não é utilizada pelos astrólogos modernos. Quando um planeta está nos termos de outro, ele age de acordo com a características do planeta cujo “território” foi ocupado. Saturno nos termos (no território) de Vênus, por exemplo, perde um pouco de suas características maléficas.

Face: é a menor dignidade essencial e é comumente confundida com o conceito de decanato. Sabemos que cada signo é dividido em 3 faces de 10 graus, totalizando os 30 graus. Cada uma dessas “faces” de 10 graus é regida por um planeta – de acordo com a ordem caldáica de sucessão dos planetas – e segundo a Astrologia Tradicional, um planeta em sua própria face, não pode ser considerado peregrino (sem dignidades), embora a dignidade não denote nada de tão especial.

São debilidades: detrimento (exílio) e queda.

Detrimento ou Exílio: dizemos que um planeta está em detrimento (enfraquecido) quando encontra-se no signo oposto de seu domicílio. Se Saturno em Capricórnio encontra-se domiciliado, em Câncer está em detrimento, já que esses dois signos possuem naturezas opostas e esse último não compreende ou combina com os temas de Saturno. O detrimento ou exílio é uma fraqueza, mas pode receber auxílio através de outros aspectos do mapa, por isso, não é necessário fazer um grande drama acerca da debilidade: ela é apenas um indicativo de dificuldade de expressão e todos nós temos dificuldades com algum setor da vida.

Queda: dizemos que um planeta está em queda quando encontra-se no signo oposto a sua exaltação, logo, se Saturno encontra-se exaltado em Libra, em Áries está em queda indicando fraqueza e dificuldade de entendimento, assim como o detrimento. Um planeta em detrimento perde 5 pontos em uma contagem de dignidades, enquanto um planeta em queda perde 4, logo, consideramos o detrimento uma debilidade um pouco mais acentuada que a queda, assim como o domicílio é considerado (ao menos em termos de pontuação) uma dignidade maior.

Para identificar suas dignidades e debilidades plantárias, baixe a tabela de Ptolomeu no link abaixo:

TABELA DE DIGNIDADES E DEBILIDADES ESSENCIAIS DE ACORDO COM PTOLOMEU

A tabela acima foi retirada do site Astrologia Medieval, de Paulo Silva – página que já foi recomendada diversas vezes em nossa página do Facebook. Vale a pena conferir!

Espero que tenham gostado dos esclarecimentos e que compartilhem seu conhecimento e experiências conosco. Devo lembrar que as colocações contidas em nossa página são feitas por estudantes que, através de pesquisas, buscam respostas para as dúvidas de vocês. Também estamos em fase de aprendizado, portanto, caso queira saber mais sobre o seu mapa, procure um astrólogo!

DESPEDIDA

Esse post foi publicado em Perguntas Frequentes, Técnicas astrológicas e marcado . Guardar link permanente.

20 respostas para Dignidades e debilidades planetárias

  1. Stefany disse:

    Júpiter em virgem, debilidade que me faz uma sem sorte :/

    • Em se tratando de Júpiter, a coisa não é tão ruim assim, seria melhor se ele estivesse em peixes, sagitário ou câncer, mas Júpiter mesmo exilado, como é a situação em seu mapa não quer dizer falta de sorte, pode ser até o contrário a depender dos aspectos que o mesmo está envolvido.

  2. Juan Carlos disse:

    Minha única debilidade é o meu sol em queda em libra, mas não sei se fico feliz ou triste por isso.

  3. Jesianne P. Delfino disse:

    Domicilio Aquário em Saturno e queda Libra em Sol. Melhor do que imaginei, muito boa as informações :3

  4. Catherine Guerreiro disse:

    Adorei, não sabia que o detrimento é uma debilidade um pouco mais acentuada que a queda, sempre achei que fosse a queda.

  5. Eduardo disse:

    Júpiter em Detrimento, Saturno em Domicílio, Plutão Angular, Ascendente em Escorpião, Lua em Capricórnio, Mercúrio em Áries….

    Sou um amor de pessoa 😀

  6. Amanda disse:

    Meu marte é em touro, está em detrimento. Uma dificuldade danada de tomar iniciativa… é uma luta interna.

  7. Jupiter exaltado na casa I, Saturno domiciliado na casa VII. E os dois vivem em pé de guerra.

    Marte em detrimento (mas ainda bem que sou de câncer-câncer e com lua em áries, quebra um pouco a estagnação), enrolo e demoro pra pegar o ritmo, mas depois que pego, eu me dedico ao máximo e fico na teimosia sem largar aquilo até resolver.

  8. Fábio Ferreira disse:

    E quando um planeta consta num signo em que pode ser termo e face? Qual escolho pra fazer a soma?

  9. Gabi Mendonça disse:

    Depressão T.T o meu tem so quedas e debilidades…

  10. Pingback: Mercúrio em Libra | Astrologia da Depressão

  11. Sofia disse:

    Até que ponto um Marte em Libra pode me atrapalhar? Sou de Escorpião, com ascendente em Capricórnio

  12. Pingback: Manual Prático dos Planetas e Lumiares | Astrologia da Depressão

  13. Barbara Lima disse:

    Sol em Capricórnio, Ascendente em Capricórnio, Mercúrio, Vênus, Marte, Urano e Neturno tbm. Oh, my God! Isso é muito ruim? :S

  14. meustormentos disse:

    Pq não têm Urano, Netuno e Plutão na tabela? (ou fui eu quem não achou? ‘-‘)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s